POTÊNCIA HMNEWS. ÚNICO COM CREDIBILIDADE E INOVAÇÃO EM PAPEL, INTERNET E EVENTOS.

ELÉTRICA | ILUMINAÇÃO | AUTOMAÇÃO |
SUSTENTABILIDADE | SISTEMAS PREDIAIS
 

 

+ de 100 mil

 

LEITORES, INTERNAUTAS, PROFISSIONAIS E FÃS DA REVISTA POTÊNCIA :)

 
ANUNCIE
  

Induscabos é parceira da SouthWire

A Induscabos, uma das maiores fabricantes de cabos Alta, Média e Baixa tensão no Brasil anuncia a parceria com a SouthWire fabricante líder da América do Norte.

Cuidados importantes para evitar riscos elétricos durante as chuvas de verão

No último verão o principal motivo para a interrupção do fornecimento de energia na cidade de São Paulo foi a queda de galhos e de árvores nos cabos da rede elétrica, de acordo com nota publicada no site da AES Eletropaulo. Embora seja de conhecimento geral a importância da arborização nos grandes centros urbanos – por proporcionar diminuição da poluição e maior permeabilidade do solo –, nem sempre são tomadas as devidas providências para que a vegetação conviva em harmonia com o desenvolvimento destas localidades. A mais importante: a execução do serviço de poda que, se bem realizado, reduz o risco de queda de energia durante este período de fortes chuvas. Mas não só.

Cabos subterrâneos: uma questão de eficiência e não apenas estética

Os cabos subterrâneos são uma tendência mundial. Na Europa, há um amplo movimento para aterrar os cabos de alta, média, baixa voltagem e também de telecomunicações . Na Holanda, por exemplo, segundo dados do Sycabel – sindicato francês de profissionais do setor –, 100% dos cabos de média voltagem são subterrâneos. Os dados mostram, ainda, que outros países europeus também possuem uma rede subterrânea avançada, como Reino Unido (81%), Alemanha (60%) e Itália (35%).

Artigo por Marcello Mori, diretor Comercial de Elétrica & Telecomunicações da Dow para a América Latina.

Alubar está pronta para atender mercado da construção civil

A Alubar Metais e Cabos, sediada em Barcarena, no nordeste do Pará, está na grande expectativa para o reaquecimento do mercado de cobre. Por acreditar que este ano deve ser o de recuperação do setor, a empresa já se prepara para atender, especialmente, as demandas da construção civil, já que instalações prediais movimentam grande quantidade de cabos de cobre.