Tendências em botões e conexões para a Indústria 4.0

Divulgação

Cerca de 80 profissionais da área elétrica e industrial discutiram novas tendências no setor de Indústria 4.0 em Curitiba no Workshop SIRIUS Innovations + SIRIUS ACT.

O evento, promovido pela Reymaster Materiais Elétricos em parceria com a Siemens do Brasil, aconteceu no dia 11 de julho, no Centro de Treinamentos da distribuidora curitibana. Lá foram apresentadas algumas inovações das linhas SIRIUS Innovations + SIRIUS ACT da Siemens, tais como os Botões Sirius Action (ligados a PROFINET) e as Conexões a Mola. Os produtos das novas linhas foram lançados recentemente no Brasil e atendem às principais premissas da Indústria 4.0, como compactação, simplicidade e economia.

Os Botões Sirius Action possuem uma tecnologia de comunicação inovadora, pois, ao contrário dos botões comuns que precisam ser ligados ao CLP (Controle Lógico Programável) através de cabos, eles são ligados a um módulo PROFINET com alcance de até 100 metros, que envia os comandos para o CLP de modo remoto via Ethernet. Esse módulo tem a capacidade de receber até 21 botões. Além disso, apresentam um design igualmente inovador, são luminosos, robustos e propiciam facilidade e rapidez no uso.

A linha possui dois tipos de botões: o Standard, voltado para uso em máquinas normais e que devem ser ligados a um CLP standard; e o Safety, da categoria de botões de emergência que atendem à regulamentação NR-12, direcionado a máquinas que apresentam algum tipo de problema.

Almir José Dias, profissional do setor de Desenvolvimento de Negócios e de Acionamento de Motores, Proteções e Soft Starters da Siemens, foi o palestrante do evento e explicou que as vantagens desses tipos de botões são: economia com cabeamento, pois eles têm um único cabo que vai fazer a comunicação e depois um cabo flat, em que você liga de botão para botão. Então não são necessários todos aqueles fios que normalmente se usa. Além disso, há diminuição do tempo de montagem em até 70% em comparação com o sistema convencional. E erros são evitados, pois há um sistema antierro. Então não acontece de ter que ficar refazendo circuitos. Assim que termina de fazer a montagem física, você tem certeza de que as partes elétrica e de comunicação vão funcionar.

Almir Dias conta um pouco sobre a decisão da marca em inovar em um produto aparentemente tão simples como um botão: “Hoje, no Brasil, são vendidos 16 milhões de botões por ano. Essa quantia diz respeito a todos os tipos de botões, inclusive os mais simples e de menor custo e qualidade. Essa alta demanda contribuiu para que a Siemens inovasse e desenvolvesse a tecnologia desses botões”. E explica por que eles proporcionam maior custo-benefício em relação a outros tipos: “A quantidade de peças que é necessário comprar para a montagem de botões comuns e mais baratos é muito maior do que para a montagem dos Botões Sirius Action. Por isso, no fim das contas, os gastos com os botões com profinet ficam mais baixos”, garante Almir Dias.

A tecnologia das Conexões a Mola, da Siemens, também foi abordada no workshop. O palestrante ressaltou que esse tipo de conexão, diferentemente daquela que é feita com parafusos, facilita e diminui os custos da manutenção preditiva nas indústrias e proporciona maior disponibilidade de máquinas, pois não é preciso pará-las para realizar a manutenção. Ganha-se em tempo na instalação também: geralmente leva em torno de 40 segundos para fazer o encaixe dos terminais a mola, isso representa uma redução de 60% no tempo de montagem em comparação com a conexão feita com parafusos.

O evento foi bem dinâmico e os participantes puderam montar os produtos e comparar o grau de dificuldade e o tempo de montagem de uma marca para outra e comprovaram que os produtos das linhas SIRIUS Innovations + SIRIUS ACT da Siemens foram bem mais rápidos e simples.

Hyonattan Cesar Ribeiro, líder da Produção da New Prov e aluno do curso de Engenharia Elétrica, foi um dos participantes e conta que gostou bastante do evento: “A facilidade dos encaixes, os novos cabos e conexões me chamaram bastante a atenção. Achei bem bacana a questão da redução de tempo e o maior custo-benefício que se tem com os produtos”. E acredita que as peças da Siemens possam ser bem úteis na empresa em que trabalha: “Podem ter bastante aplicação na New Prov porque é uma empresa que está crescendo muito e que tem investido bastante em automação”, afirma.
Outro participante foi Henrique Grybosi Neto, que cursa Engenharia de Controle e Automação, é técnico em Mecatrônica e trabalha na parte de manutenção da Mecanotécnica do Brasil. Ele diz que se surpreendeu com os produtos: “Deu pra ver bastante inovação em áreas que a gente não espera, como os botões via rede. Não são todos os fabricantes que estão investindo nessa parte de conectividade, por isso achei bem bacana”, conta. “É muito importante participar de eventos como esse para nos atualizarmos e sabermos das novidades que surgem no mercado mundial”, conclui Henrique Grybosi Neto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.