Atenção ao comprar LED

O uso do LED pode proporcionar diversos benefícios aos usuários, mas antes de comprar é preciso observar uma série de cuidados.

O LED aplicado na iluminação proporciona aos usuários finais uma série de benefícios em relação a outras tecnologias. Entre as principais vantagens podemos destacar o menor consumo de energia elétrica, a maior vida útil, a ampla variedade de cores e a disponibilidade em formatos já conhecidos do público.

Apesar de tantos pontos positivos, pode acontecer de o consumidor não ficar satisfeito com o resultado obtido. Muitas vezes a ‘culpa’ acaba recaindo, injustamente, sobre a nova tecnologia. Na verdade, o que o usuário precisa é de mais informações para tomar suas decisões na hora da compra.

Quando predominavam as lâmpadas incandescentes o consumidor estava acostumado a escolher esse tipo de produto pela potência (Watt). Mas a potência indica apenas a quantidade de energia que será consumida – o que refletirá no custo da conta de energia elétrica a ser paga.

Conforme orienta a ABILUMI (Associação Brasileira de Fabricantes e/ou Importadores de Produtos de Iluminação), no caso das lâmpadas LED, o fluxo luminoso tornou-se o principal critério a ser considerado. Medido em Lúmens (lm), fluxo luminoso é a quantidade de luz que a lâmpada produzirá.

Para a ABILUMI, o consumidor deve adquirir a lâmpada que oferecer o fluxo luminoso (lm) desejado ou que apresente uma eficiência de lúmens por Watt (lm/W) maior, na comparação com a potência da lâmpada que será substituída. Lembrando que o fluxo luminoso é uma das informações que constam na embalagem dos produtos.

Confira a seguir mais recomendações da ABILUMI para comprar lâmpadas LED.

Orientações da ABILUMI

1. Identifique as informações técnicas na embalagem, como fluxo luminoso, eficiência luminosa, potência, voltagem, dentre outras, além do selo do Inmetro, que atesta que o produto é certificado e atende aos padrões de qualidade e segurança.

2. Esteja atento aos lúmens, que medem a quantidade de luz emitida por uma lâmpada em todas as direções, também chamada de fluxo luminoso, ou seja, o quanto uma lâmpada ilumina um ambiente. Quanto maior o número de lúmens, mais luz a lâmpada emite por Watt consumido. O Watt, mais conhecido pelo público em geral e também chamado de potência, simplesmente diz respeito ao consumo de energia e não tem nada a ver com a emissão de luz. Por isso, uma lâmpada LED é eficiente se tem uma alta taxa de lúmens e um baixo valor de Watts.

3. A Eficiência Luminosa (lm/W) é outra informação disponível na embalagem e útil para o consumidor na hora de comprar a lâmpada LED. É a relação do fluxo luminoso com a potência, ou seja, quantos lúmens o produto emite por Watt consumido.

4. Ao substituir uma lâmpada, observe tanto o valor de lúmens quanto o de Watts e opte sempre por aquela que consuma menos energia (menos valor de Watts), mas que tenha uma quantidade de lúmens adequada ao tipo de aplicação pretendido. Veja a seguir um exemplo de equivalências entre modelos de lâmpadas fluorescentes em comparação com as lâmpadas LED e o quanto você pode economizar com essa tecnologia. Todos esses dados estão nas embalagens das lâmpadas certificadas pelo Inmetro, ou seja, ninguém precisa usar uma calculadora quando for comprar uma lâmpada, basta comparar os dados.

5. Lâmpadas que geram mais lúmens consumirão uma quantidade maior de energia, mas busque sempre orientar sua escolha pelo fluxo luminoso e não apenas pelo consumo, que no caso do LED será sempre menor que o de outras tecnologias.

6. As lâmpadas LED podem durar até quatro vezes mais do que as fluorescentes compactas. Entretanto, o tempo (em horas de funcionamento) estimado na embalagem não significa o tempo que ela vai levar para queimar e sim o período que a lâmpada passará a funcionar com mais ou menos 70% da capacidade luminosa original.

7. As lâmpadas LED costumam ter tonalidades de cores que podem ser identificadas nas embalagens como “temperaturas de cor”, expressas em Kelvin (K). As “temperaturas” – quente, neutra ou fria – não estão associadas à quantidade de calor gerado pela lâmpada, mas orientam suas aplicações.

8. No que se refere à tensão ou voltagem, é possível encontrar no mercado quatro opções: 12 volts (para luminárias), 127 volts, 220 volts ou bivolt. Por isso, antes de adquirir um modelo, é importante verificar qual é a compatível com a sua rede elétrica, o que também vai determinar o melhor desempenho.

2 comentários em “Atenção ao comprar LED

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.