AES Tietê inaugura complexos solares Guaimbê e Ouroeste

Foto: COMPLEXO SOLAR / DIVULGAÇÃO AES TIETÊ


Inserindo o Estado de São Paulo no mapa da geração de energia solar do país, a AES Tietê inaugurou em agosto os complexos solares Guaimbê e Ouroeste em Bauru (SP).


Dentre os convidados, estiveram presentes: Antônio Celso de Abreu Júnior, diretor do Departamento de Políticas Sociais e Universalização de Acesso à Energia do Ministério de Minas e Energia, João Dória, governador do Estado de São Paulo, Marcos Penido, secretário de Infraestrutura e Meio Ambiente do Estado de São Paulo, Clodoaldo Gazzetta, prefeito de Bauru, Livia Luana Costa Oliveira, prefeita de Ouroeste e Albertino Brandão, prefeito de Guaimbê. 


A celebração aconteceu no Centro de Operação da Geração de Energia (COGE), o mais tecnológico do setor no país, que opera remotamente todos os ativos da companhia. Guaimbê e Ouroeste somam 300 MW de potência e R$ 1,2 bilhão em investimentos, colocando o Estado de São Paulo no mapa dos mais relevantes geradores de energia renovável no Brasil.


O Brasil tem 2,4 GW de potência em energia solar fotovoltaica, representando atualmente cerca de 1,2% da matriz elétrica do país, segundo a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica. A Bahia lidera este ranking, enquanto São Paulo está na quinta posição. Ainda de acordo com a associação, estima-se que os aportes alcancem R$ 5,2 bilhões neste ano e possam gerar um incremento de mais de 672 mil novos empregos até 2035 no país.


“Este é um importante passo para a expansão da AES Tietê em energia solar no estado de São Paulo. O Complexo Guaimbê é o primeiro grande investimento em energia solar do Estado de São Paulo e maior complexo solar do portfólio da AES Tietê”, comenta Ítalo Freitas, presidente da AES Tietê. Com investimento de R$ 607 milhões e 150 MW de capacidade instalada, o Complexo Guaimbê é composto por 550 mil placas solares em uma área de 237 hectares.


O evento também marcou o anúncio do início da operação da primeira fase do Complexo Solar Ouroeste. Em breve, a segunda fase também será finalizada, corroborando o compromisso assumido de entrega antecipada. O parque solar é resultado da estratégia de sinergia entre ativos da companhia, tem capacidade total de 144 MW e área total de 280 hectares.


Ao término do evento, os convidados tiveram a oportunidade de conhecer o COGE – Centro de Operações de Geração de Energia, que gerencia, supervisiona e controla as plantas da empresa remotamente, já que os ativos estão espalhados em um raio de até 1.500 km de distância. A centralização confere à companhia mais agilidade e eficiência na operação, uma vez que há uma padronização dos protocolos de atuação por estarem concentrados em apenas um local.


Tamanha tecnologia também contribui para excelência na gestão de reservatórios das usinas hidroelétricas da AES Tietê, o que garante a operação e a segurança das populações vizinhas. Tudo isso endossado por certificações internacionais, a exemplo do ISO 55001, da qual a companhia foi pioneira em 2015.


Além disso, os presentes visitaram as instalações do projeto de armazenamento de energia. Em sua primeira etapa, em 2018, o projeto foi o pioneiro na conexão à rede de transmissão com baterias de íon lítio no Brasil. Trata-se de um sistema de integração com geração renovável intermitente, solar e eólica, que proporciona flexibilidade na capacidade de operação na ponta do sistema, garantindo qualidade e confiabilidade na operação do sistema elétrico.


Considerado um dos projetos mais representativos no âmbito de armazenamento de energia, ele agora está em uma nova fase. Foi incorporado ao Centro de Operações, compondo o sistema de microrrede da AES Tietê. Opera de forma a otimizar o mix entre a energia fornecida pela distribuidora com geração solar e a de backup a cargas controláveis, possibilitando que a energia armazenada ao longo do dia possa ser utilizada no horário de custos de energia mais vantajosos, por exemplo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.