Produção de geradores

A MWM, fabricante independente de motores diesel, anuncia o lançamento de sua linha própria de geradores de energia para aplicações em condomínios, agricultura, sucroalcooleiro, avicultura, telecomunicações, hospitais, supermercados e construção civil, dentre outros.

Produzidos com a mesma qualidade e tradição dos motores MWM, na fábrica da empresa em Santo Amaro, bairro da zona sul de São Paulo, os equipamentos devem gerar investimento de cerca de R$ 20 milhões em toda cadeia de produção instalada no Brasil. Além disso, a previsão é de que alavanquem um faturamento de R$ 2,7 bilhões, em um prazo de 10 anos. Também é esperada a contratação de cerca de 1 mil colaboradores em toda a cadeia nas áreas de tecnologia, produção, fornecedores, rede de distribuição e serviços.

“Toda a tecnologia e tradição da fabricação dos motores MWM agora também será utilizada na produção da linha de geradores de alta eficiência para o público final. É uma conquista muito importante tanto para a MWM quanto para o mercado, que espera ansioso por essa novidade”, destaca o presidente e CEO da MWM Motores, José Eduardo Luzzi. Segundo o executivo, as empresas da cadeia produtiva já estão contratando profissionais para suprir essa nova oferta de equipamentos. “Como a marca MWM tem tradição de 65 anos e é muito respeitada no segmento de energia, já estamos recebendo uma série de pedidos desses equipamentos de diversos setores. Existe uma grande expectativa no mercado”, completou o presidente e CEO da MWM Motores.  

A capacidade inicial de produção da nova linha, em regime de três turnos, será de 4.000 unidades por ano, ou seja, mais de 330 por mês. A MWM prevê a produção de 600 unidades em 2019. Para 2020, o planejamento conservador é fabricar 1.200 equipamentos para o mercado local e 200 para exportação, totalizando 120 unidades por mês.

A nova linha de geradores será destinada ao mercado local e também para exportação. Os principais mercados externos são os países da América Latina, com destaque para Colômbia, Chile, Equador e Paraguai, além dos mais de 45 países para onde a companhia já exporta seus produtos.

A rede de distribuição no Brasil é composta pelas empresas BRG (região Centro-Norte) e CURITEK (região Sul). Em São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo e região Nordeste, os equipamentos serão distribuídos pela própria MWM, que conta com mais de 500 pontos de distribuição e serviços em todo o Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.