Contrato de R$ 4 milhões

Os equipamentos devem ser instalados no segundo semestre deste ano.

Os filtros ativos serão instalados dentro das torres dos aerogeradores para realizar a correção de harmônicas, ou seja, frequências distorcidas da rede, que afetam o nível de tensão no ponto de conexão do parque eólico ao Sistema Interligado Nacional, controlado pelo Operador Nacional do Sistema. Eles têm a capacidade de monitorar a corrente de linha em tempo real analisando a frequência distorcida e injetando uma corrente em frequência oposta, com a finalidade de cancelar o efeito harmônico.

Essas distorções são causadas por cargas elétricas não lineares que podem afetar o desempenho de outros equipamentos, além de causar superaquecimento de cabos, motores e transformadores, danos a equipamentos sensíveis e envelhecimento precoce da instalação. O filtro é flexível, podendo se adaptar facilmente às mudanças da rede, através de configurações do seu software. O diferencial está na capacidade de realizar filtragem de até 20 harmônicas simultâneas, interface versátil com o usuário e características de filtragem programáveis.

Segundo João Pimenta, coordenador de Vendas para o Centro de Qualidade de Energia da ABB no Brasil, esse fornecimento foi muito significativo, pois se trata de uma solução inovadora. “Nosso objetivo é oferecer soluções eficientes que proporcionem melhor desempenho da rede, com mais segurança e alta confiabilidade”, ressalta Pimenta.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.