Crescem financiamentos para PMEs do setor energético

Grande parte dos recursos (74%) foi destinada para projetos de investimento relacionados à ampliação e modernização de fábricas, estabelecimentos comerciais e empresas prestadoras de serviços.

“Creditamos o aumento dos investimentos às condições oferecidas pela Desenvolve SP. Os prazos mais longos e juros mais baixos que somente instituições de fomento podem oferecer permitem aos empresários um financiamento seguro e planejado para o seu negócio”, afirma Milton Luiz de Melo Santos, presidente da Agência de Desenvolvimento Paulista.

Com o resultado do novo balanço, a instituição atinge a marca de R$ 73,4 milhões em desembolsos para o setor energético. As empresas atendidas até o momento estão localizadas nas Regiões Administrativas de São Paulo, Franca, Campinas, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, Bauru, Santos, São José dos Campos, Sorocaba e Central.

Entre as opções de crédito mais buscadas pelos empresários, a “Linha Economia Verde” representa 50% dos projetos tirados do papel para a adaptação de processos produtivos sustentáveis, como redução de perdas na produção e transmissão de energia elétrica, sistemas de recuperação de calor e melhoria de sistemas de iluminação e refrigeração.

Já a “Linha P&G”, com 17%, atendeu investimentos de empresas ligadas à cadeia produtiva do setor de petróleo e gás natural, como provedoras de infraestrutura, produtoras de insumos básicos, ferramentas, maquinários e equipamentos, indústria de bens de consumo.

A Desenvolve SP, instituição financeira do Governo do Estado, financia empresas com faturamento anual acima de R$ 360 mil, com taxas de juros a partir de 0,41% ao mês (+IPC/FIPE) e prazos de até 10 anos.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.