Cummins Power Generation mantém planos de expansão

Estável também permaneceu a Receita por Unidades de Negócio.  A Cummins Power Generation teve uma participação de 15% na receita global em 2012, ante 16% no ano anterior.

A Cummins continua mantendo forte atuação na América do Sul. Somente o Brasil, que lidera as atividades, representa 56% do faturamento na região. Do total do faturamento sul-americano da Cummins, em 2012, 13% corresponderam às operações da Cummins Power Generation. Dos geradores produzidos na planta de Guarulhos (SP), 63% são para o mercado interno e 37% para exportação.

“O ano de 2012 foi difícil para todos os mercados, especialmente o europeu. Em 2013 esperamos um crescimento mais efetivo para alavancar os negócios no Brasil, que é estratégico para a Cummins. Investimentos em obras de infraestrutura, a exemplo dos aeroportos, devem demandar mais equipamentos de energia”, afirma Kip Schwimmer, diretor Geral da Cummins Power Generation para América do Sul.

Com 35% de market share, incluindo a venda de motores para outras montadoras de grupos geradores, a unidade brasileira da Cummins está entre as duas maiores empresas do setor de energia no País. A companhia oferece a mais ampla linha de grupos geradores (12kW a 3.500kW), com  36 modelos  (diesel e gás natural) para aplicações em diversos segmentos de mercado, com soluções para as áreas industrial, construção civil, infraestrutura, termoelétricas, agronegócio, locação, entre outros.

Uma boa notícia por parte da empresa é que os planos de expansão da nova unidade de geradores de energia e o Centro de Distribuição estão mantidos, com a construção da planta industrial, no município de Itatiba (SP). Até o início de 2015, quando a fábrica deverá iniciar sua operação, outros investimentos serão realizados por parte da cada uma das unidades de negócios da Cummins Brasil em maquinários, linhas de produção e em equipamentos de logística.

A Cummins Power Generation também está com uma nova estrutura operacional, focada em quatro linhas de produtos: Power Products (até 1.000kW), Power Systems (acima de 1.000kW), Power Solutions, para soluções a gás e biogás e CGT (Cummins Generator Technologies), para alternadores.

De acordo com Kip Schwimmer, os resultados já são mensuráveis. “Conquistamos a liderança na região em produtos de 1.000kW para baixo, e atingimos crescimento significativo e ganho de importantes projetos em grupos geradores de alta potência (HHP), além de fornecimento de grupos geradores para importantes projetos vendidos e instalados de gás natural, com mais de 200MW já instalados e crescimento de aproximadamente 10% em 2012”, destaca o executivo.

Em 2013 a Cummins Power Generation aposta na extensão da linha de produtos Rental para atender às necessidades do mercado por potências maiores ou intermediárias, com lançamento de mais quatro modelos dos grupos geradores voltados para o mercado de locação: C90D6R , C135D2R, C400D6R e C500D6R.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.