Forjasul Eletrik orienta como prevenir a sobrecarga de tomadas elétricas

A sobrecarga de tomadas é uma das principais causas de curtos circuitos que, por sua vez, podem causar choques elétricos e até incêndios, além de danificar os aparelhos conectados.

A Forjasul Eletrik, que fabrica materiais elétricos com a marca Tramontina, alerta que é preciso avaliar a carga ideal para a instalação de cada grupo de aparelhos, como tomadas e pontos de luz, chuveiros, aparelhos de ar-condicionado, ferro elétrico, máquina de lavar e microondas. Equipamentos de maior consumo, como chuveiro, aquecedor elétrico e máquina de secar roupas devem ser ligados em circuitos exclusivos. A maneira mais segura para quem precisa de mais tomadas é fazer uma revisão na instalação elétrica com um técnico qualificado, criando mais pontos de tomada independentes e aterramento elétrico adequado para a casa e os equipamentos que precisam de mais proteção, caso da geladeira, microondas e televisores.

Projeto elétrico é fundamental

Dados do Programa Casa Segura apontam que 80% das residências recém-construídas em São Paulo não têm aterramento adequado e não atendem às normas de segurança nas instalações elétricas. Por isso, o projeto elétrico é um item essencial para quem constrói, reforma ou adquire um imóvel. O projeto elétrico é a previsão escrita da instalação, com todos os seus detalhes, localização dos pontos de utilização da energia elétrica, comandos, trajeto dos condutores, divisão em circuitos, etc. Nele são especificados os componentes de uma instalação elétrica de forma correta, os condutores adequados para cada tipo de circuito, os dispositivos de proteção e a coordenação entre eles, além dos métodos que protegem os usuários de um choque elétrico.

A Forjasul Eletrik lembra que, tão importante quanto fazer o planejamento do projeto elétrico, é rever as instalações elétricas em um intervalo de 10 a 15 anos. Fique atento para a qualidade dos materiais empregados, eles devem ser fabricados dentro das determinações das normas técnicas. Além disso, somente engenheiros e técnicos eletricistas habilitados podem realizar o projeto elétrico e avaliar as condições das instalações.

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.