Fornecimento de subestação

Quando inaugurado, em 1950, o estádio do Maracanã era o maior do mundo, com espaço para cerca de 200.000 espectadores. Ele foi completamente reformado para a Copa do Mundo de 2014 e, com uma capacidade de mais de 75.000 pessoas, ainda é o maior estádio brasileiro e receberá sete jogos, incluindo a final da Copa.

O Brasil está aumentando sua capacidade energética e melhorando sua infraestrutura de transmissão e distribuição para garantir que sua rede elétrica possa atender às necessidades de sua economia em expansão, bem como a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016. Esses eventos desportivos provavelmente vão colocar uma enorme demanda adicional no sistema elétrico, quando milhares de fãs e visitantes estiverem presentes nas 12 cidades sede.

“Essas subestações compactas irão permitir o fornecimento da energia adicional necessária durante os próximos eventos esportivos mundiais, que serão sediados no Brasil, e vão reforçar a rede de transmissão para o futuro”, comenta Brice Koch, responsável mundial pela divisão de Sistemas de Potência da ABB, que completa: “A ABB tem uma gama de tecnologias, experiência e os recursos de gerenciamento de projeto para dar suporte ao país e fortalecer sua infraestrutura de energia”.

A ABB vai projetar, fornecer, instalar e comissionar uma nova subestação abrigada para substituir uma instalação de 40 anos no Grajaú, perto do estádio do Maracanã. Devido ao espaço compacto da subestação isolada a gás (GIS), as novas instalações, com maior capacidade, podem ser construídas no mesmo terreno da subestação existente.

A subestação terá o mais alto nível de interrupção de corrente de curto-circuito de qualquer outra subestação GIS no Brasil, com cerca de 63 kilo-ampères. Essa classificação refere-se à corrente máxima que um disjuntor é capaz de interromper para isolar uma falha e proteger a rede. A ABB instalará também os sistemas IEC-61850 de proteção, controle e automação de subestações para permitir o controle e o monitoramento local e remoto.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.