ISO 50.001

No entanto, no Brasil as empresas certificadas não passam de sete.

A informação é de George Alves Soares, chefe da Assessoria Corporativa e de Novos Negócios em Eficiência Energética da Eletrobras, que divulgou os dados durante a oitava edição do EEMODS, a maior conferência internacional sobre eficiência energética de motores elétricos e sistemas motrizes, realizada em outubro no Rio de Janeiro.

Para o especialista da Eletrobras, o Brasil é uma referência na área de etiquetagem e no estabelecimento de critérios mínimos para a certificação de sistemas motrizes eficientes, mas precisa evoluir mais. “Deveríamos seguir o exemplo de países que estão buscando acordos voluntários com a indústria para a redução do desperdício no setor. Acredito que este seja o caminho. A quantidade superior de certificações ISO 50.001 na Alemanha é um exemplo para todos os outros países de como é importante atrelar políticas públicas às boas práticas no setor”, destacou George. Segundo ele, 2.177 indústrias alemãs já obtiveram a ISO 50.001, de um total de 4.048 em todo o mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.