Lucro da AES atinge R$ 901,3 milhões

Segundo a companhia, sua receita líquida atingiu a marca de R$ 2,112 bilhões, montante 12% superior ao registrado em 2011. O desempenho foi creditado, principalmente, ao reajuste do preço da energia vendida através do contrato bilateral com a AES Eletropaulo, ocorrido em julho de 2012, e ao maior volume de energia vendida na CCEE e outros contratos bilaterais.

Devido às condições hidrológicas desfavoráveis desde setembro de 2012, a CCEE estabeleceu um novo montante de garantia física mensal para todos os participantes do MRE (incluindo a AES Tietê), gerando maior exposição no mercado spot a estas hidrelétricas.

Com maior volume de energia comprada e aumento no preço médio negociado no mercado spot, a empresa registrou aumento em seus custos no quarto trimestre do ano de 2012 e, por consequência, o EBITDA foi de R$ 292,1 milhões, com margem de 59,1%. Em 2012, a AES Tietê obteve EBITDA de R$ 1,542 bilhão, número 5,2% acima do registrado em 2011, enquanto o lucro líquido chegou a R$ 901,3 milhões, 6,7% superior ao do ano anterior.

Em 2013, a Companhia manterá o foco na excelência operacional e na disponibilidade de geração de energia, com investimentos previstos de R$ 213,2 milhões. Os recursos serão destinados à modernização e manutenção preventiva das usinas de Água Vermelha, Ibitinga, Nova Avanhandava e Caconde.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.