Preço da energia recua

Este valor é determinado pela somatória do índice BRIX Convencional e do Preço de Liquidação das Diferenças (PLD) da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE). Em média, a energia elétrica de fonte convencional para entrega no mês de janeiro (submercado SE-CO) foi negociada na plataforma BRIX a R$ 215,39 MWh.

“Com os reservatórios permanecendo em níveis muito baixos e um cenário hidrológico incerto, a função de cálculo do PLD fica muito sensível e temos uma volatilidade acentuada”, comenta Marcelo Mello, CEO da BRIX, que completa: “Dessa forma, enquanto verificou-se uma queda de preço de 48% entre o contrato de janeiro e o de fevereiro, o contrato de março já experimenta uma alta da ordem de 60% até 15 de março, com ofertas na plataforma BRIX no patamar de R$ 350,00 MWh”, explica.

Entre 15 de fevereiro a 13 de março de 2013, o índice BRIX Convencional, que evidencia o prêmio sobre o PLD negociado na plataforma para energia de fonte convencional, oscilou entre o desconto de R$ 2,25 MWh e um prêmio de R$ 4,99 MWh, encerrando o período em R$ 2,00 MWh negativo. A média do índice BRIX Convencional no período ficou em R$ 0,85. O PLD médio mensal publicado pela CCEE para o submercado Sudeste/Centro-Oeste foi de R$ 214,54 MWh em fevereiro.

Já o índice BRIX Incentivada 50, que representa o preço de energia negociado na plataforma para contratos de fonte incentivada com 50% de desconto na Tarifa de Uso dos Sistemas Elétricos de Distribuição (TUSD), fechou o período de 15 de fevereiro a 13 de março de 2013 a R$ 298,06 MWh, baixa de 29,70% ante o valor de fechamento do mês anterior.

“Interessante notar que o spread entre energia convencional e incentivada subiu para cerca de R$ 80 MWh, sendo que normalmente ele varia entre R$ 25,00 MWh e R$ 35,00 MWh. Possivelmente a abertura deste spreadse deve à chegada do período de entressafra das usinas de açúcar”, esclarece Mello.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.