Risco de racionamento

Mais que isso, o executivo lamenta a falta de transparência do governo para evitar que a situação se agrave, prejudicando, inclusive, o consumidor com a falta de energia.

Para Faria, o usuário já está sendo penalizado com os custos de geração térmica, que vão fazer com que a redução média da conta de luz seja menor do que a anunciada pelo governo. “O governo precisa ser transparente para que o consumidor, como a indústria, por exemplo, possa se planejar e até rever o cronograma de produção, se for o caso”, adverte. “Hoje, dependemos das chuvas para afastar a possibilidade de racionamento. Enquanto isso, nenhuma medida preventiva para poupar energia é tomada e o consumidor fica refém dessa situação”, completa.

Para a ANACE, chegou o momento do governo convocar a sociedade para discutir a preservação da vocação hidrelétrica da matriz energética brasileira, mediante reservatórios com capacidade de armazenamento, de modo a restaurar a regularização plurianual das bacias hidrográficas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.