Soluções para iluminar o jardim de forma bonita e segura

A florida primavera, de temperaturas agradáveis, é um convite a atividades ao ar livre e o jardim é um ambiente mais do que recomendado para a diversão, o relaxamento, o encontro e, até mesmo, para o trabalho. No entanto, não só as flores e plantas precisam estar bem cuidadas. Uma iluminação segura e bem planejada favorece a beleza e valoriza essa área, tornando-a mais adequada para receber pessoas de todas as idades.

Como os jardins estão sujeitos a intempéries, as instalações elétricas devem receber atenção especial para garantir a segurança de todos, contra choques, descargas elétricas, danos a cabos, lâmpadas e luminárias e, ainda, evitar o consumo excessivo de energia. De acordo com a equipe técnica da fábrica de materiais elétricos da Tramontina, para um jardim seguro recomenda-se o uso de produtos com classificação IP (Índice de Proteção), que indica o nível de proteção contra o ingresso de objetos sólidos ou poeira e água no interior dos equipamentos elétricos.

A Tramontina informa que, na iluminação de jardins, os IPs mais comumente usados são:

  • IP65, que garante um produto à prova de poeira e protegido contra jatos fortes de água. Este grau de proteção é oferecido, por exemplo, em aparelhos a prova de tempo de embutir. A versão da Tramontina tem lente de vidro plano liso e incolor.
  • IP66, que torna o produto próprio para instalação em ambientes externos, sob sol e chuva, e também em ambientes com grande incidência de poeira e em locais suscetíveis a jatos potentes de água. Este grau de proteção é encontrado, por exemplo, em arandelas articulares blindadas da Tramontina, que possibilitam até oito angulações diferentes.

 LED para quem busca eficiência e economia

Para favorecer a economia de energia elétrica, outro ponto importante no projeto luminotécnico de jardins, varandas e outras áreas externas é a eficiência energética e durabilidade das lâmpadas utilizadas. A tecnologia LED, já amplamente adotada por consumidores e especificadores, é a mais indicada para atender a tais requisitos.

De acordo com a Tramontina, a iluminação com lâmpadas LED pode destacar, ambientar, clarear ou criar efeitos no jardim. Cada tipo de produto tem uma finalidade:

  • As tonalidades amarelas (luz quente) são as mais indicadas para realçar as plantas;
  • As luzes brancas são as melhores para clarear áreas, como escadas, rampas, desníveis e acessos, que precisam ser bem iluminados;
  • Luzes coloridas podem tornar algumas áreas mais interessantes.

Um item bastante utilizado em áreas externas é o refletor LED, que pode ser utilizado em paisagismo, jardins verticais, trilhas e árvores, entre outros ambientes. A lâmpada LED não emite calor e, por isso, não queima as plantas. Os refletores LED da Tramontina são encontrados em quatro potências (30, 50, 100 e 150W), com temperatura de cor de 6500K e 3000K (30 e 50W), grau de proteção IP65 e válvula de alívio, que evita a condensação de umidade na parte interna do vidro. A empresa recomenda a versão multitensão, própria para locais nos quais a tensão varia entre 100 e 240 V.

A Tramontina ressalta ainda que toda instalação deve ser executada por um profissional eletricista habilitado, para um correto dimensionamento do produto no ambiente de jardim.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.