Laticínio economiza com energia solar

Nos últimos anos o uso da energia solar vem ganhando destaque em vários setores da economia, principalmente no agronegócio, por proporcionar a redução nos custos com eletricidade, que costumam ser bem altos em propriedades rurais, que dependem muito do serviço para sua operação. De acordo com a SolarVolt Energia, maior integradora solar de Minas Gerais e uma das principais do país, além da economia, a instalação de projetos fotovoltaicos possui diversos benefícios para o setor, como um rápido retorno dos investimentos, longa vida útil dos equipamentos e baixas taxas de manutenção, além de contribuir para o desenvolvimento sustentável no campo e para a descarbonização da economia.

Para ilustrar essa redução nos custos, a empresa mencionou um de seus projetos de sucesso realizados no agronegócio que obtiveram grandes resultados, como é o caso das instalações solares em telhados realizadas nas fazendas de laticínio, leite e café da Laticínios Curral de Minas, que proporcionaram uma economia mensal R$ 54.399 nas contas de luz da propriedade, com uma produção de 90.666 kWh/mês.
De acordo com Gabriel Guimarães, sócio-fundador e diretor Comercial da SolarVolt, a economia gerada pela fonte solar varia de acordo com o consumo e a proporção do projeto, podendo chegar a 90% de desconto na fatura de energia.

Fora isso, os projetos solares funcionam com sistema modular, que podem ser expandidos a qualquer momento de forma simples, além de também apresentarem pouca interferência na instalação elétrica pré-existente, funcionando de forma independente e com baixa possibilidade de interrupções ou apagões, não prejudicando a produção e armazenamento de produtos das fazendas.

Segundo Gabriel Guimarães, a SolarVolt realiza a dimensão da instalação solar com base no consumo de energia da propriedade nos últimos 12 meses e cuida de todo o processo com a distribuidora local para a implantação dos sistemas. Após a conclusão do empreendimento, a integradora ainda monitora a geração e performance dos sistemas ao longo do tempo para garantir o retorno planejado.

De acordo com dados da Absolar, a energia fotovoltaica já está presente em mais de 5.541 municípios e em todos os estados brasileiros, sendo que Minas Gerais é o estado com maior potência instalada da fonte (1.545 MW), seguido de São Paulo (1.159 MW), Rio Grande do Sul (1.058 MW), Mato Grosso (618 MW) e Santa Catarina (476 MW).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.