Solar Group prevê investimentos

A Solar Group, indústria especializada em sistemas de fixação para o mercado de energia solar, acaba de atingir 2 gigawatts (GW) comercializados em estruturas para projetos de geração própria de eletricidade no Brasil.

O crescimento dos projetos foi impulsionado sobretudo pelas altas na conta de luz com os reajustes tarifários deste ano, incluindo a bandeira vermelha e a atual bandeira de “escassez hídrica”, que oneraram em cerca de 30% em média a fatura de energia dos brasileiros. 

Para atender o crescimento dos pedidos no País e na América do Sul, a empresa vai ampliar as duas fábricas de suportes para painéis fotovoltaicos instaladas na Grande São Paulo (Santana do Parnaíba e Itapevi), com investimentos previstos da ordem de R$ 18,7 milhões já em 2022.

A empresa apresentou um sólido desempenho geral nos negócios, mesmo diante o cenário de incertezas devido à pandemia. Os resultados atenderão às expectativas da organização de atingir a meta de crescimento de 200% no faturamento. A companhia também planeja uma série de lançamentos de novos produtos e tecnologias para os próximos meses.

Atualmente, a Solar Group conta com 410 colaboradores e conta com participação em projetos fotovoltaicos em todo o território brasileiro e parte da América do Sul. “Nossos investimentos estão direcionados para expansão das operações e na garantia de excelência no atendimento aos players do mercado”, comenta Norberto da Costa, gerente Comercial e de Marketing da Solar Group.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.