Usinas fotovoltaicas flutuantes

A Empresa Metropolitana de Águas e Energia (EMAE) selecionou as empresas GreenYellow e KWP Energia para implantação de usinas solares fotovoltaicas flutuantes no reservatório Billings, na capital paulista. Cinco empresas demonstraram interesse no processo e as duas foram habilitadas para participarem.

Créditos: Shutterstock

Para o secretário de Infraestrutura e Meio Ambiente, Marcos Penido, o projeto coloca em prática as diretrizes do Estado para uso de energias renováveis: “Com as usinas flutuantes, diversificamos a matriz energética de São Paulo e desenvolvemos novas tecnologias gerando autonomia, economia e mais empregos”.

Já o presidente da EMAE, Marcio Rea, acrescenta que o projeto pioneiro resultará na ampliação da implantação desses empreendimentos inovadores: “O sucesso na Billings deve abrir novas perspectivas de geração não apenas aqui na capital como em outros reservatórios de São Paulo”, conclui.

A próxima etapa do projeto é definir um ou mais modelos de negócios, considerando aspectos técnicos, estratégicos e de governança.

4 comentários em “Usinas fotovoltaicas flutuantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.