Motores elétricos facilitam a produção e transferência de cerveja artesanal

O mercado das cervejas artesanais vem crescendo ano a ano no Brasil e devido as boas expectativas futuras para o setor, muitas pessoas estão optando por empreender no segmento. Apesar do uso da palavra artesanal, a produção não tem nada de amadora, já que as microcervejarias estão focadas em qualidade e, por isso, buscam o aprimoramento do processo com ganhos contínuos de eficiência operacional, implementando todo processo de fabricação e transferência, utilizando as melhores tecnologias em motores elétricos. 

Muito apreciada no Brasil, a cerveja é resultado da fermentação de materiais com amido, principalmente cereais maltados como a cevada e o trigo. Devido a essa preferência nacional, o país está em terceiro lugar entre os maiores consumidores mundiais da bebida, com aproximadamente 13,3 bilhões de litros vendidos em 2020, de acordo com levantamento da Euromonitor. Segundo o Anuário da Cerveja 2020, o Brasil apresentou um total de 1.383 cervejarias registradas no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), apresentando um crescimento de 14,4% em relação a 2019. Em 2020, foram registradas 204 novas cervejarias.

Os estados que tiveram maior número de estabelecimentos registrados foram: São Paulo, com 285, e Rio Grande do Sul, com 258. “Com tanto crescimento, o empreendedor precisa se destacar no segmento. Para tanto, é imprescindível a utilização de equipamentos e dispositivos mecânicos e também a inclusão do motor elétrico, para facilitar a produção e transferência, garantindo mais ganhos de eficiência e redução de custo operacional”, explica Drauzio Menezes, diretor da Hercules Motores Elétricos.

Segundo o diretor, uma parte importante na produção de cerveja é a utilização de Bomba de Transferência de Líquido, que facilita o transvase de recipientes de forma que não haja a contaminação da bebida. “Esses equipamentos utilizam motores elétricos, desenvolvidos com ponta de eixo inox, para evitar reações no contato com a bebida alterando o sabor. A construção e manutenção do sabor é muito importante na fabricação de cervejas, pois os apreciadores da bebida são exigentes na degustação e gostam de diferenciar os ingredientes, distinguindo a marca ou o tipo da cerveja”, detalha.

Para Menezes, nesse mercado, o mais indicado é investir em motores com carcaça de alumínio, pois há diferenciais técnicos e vantagens que merecem ser levados em conta. “Eles são mais leves e, por isso, oferecem melhor ergonomia e menor esforço aos operadores, facilitando também o transporte e a instalação, descomplicando qualquer tipo de movimentação. E, além disso, o alumínio é um ótimo dissipador de calor, tornando assim o motor mais eficiente.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.