Previsões otimistas

Especializada em segurança de máquinas e automação industrial, a multinacional alemã, Pilz do Brasil, aproveita essa fase conturbada causada pela pandemia do coronavírus para investir no desenvolvimento de novos nichos de mercado, como frigoríficos e abatedouros, que têm alto índice de acidentes. “Também estamos atentos a alguns segmentos que ainda continuam em expansão, como a indústria alimentícia”, informa Paulo Fernandes, que acaba de assumir a direção geral da empresa no País. A Pilz do Brasil também está direcionando esforços para ampliar sua atuação nos setores de embalagem, farmacêutico e cosmético.

Créditos: Shutterstock

De acordo com Fernandes, as indústrias alimentícias e farmacêuticas devem crescer entre 5% e 7% neste ano. “Sendo assim, podemos prever para 2020 um crescimento de 10% em vendas da Pilz no Brasil”, avalia. Percentual que julga muito positivo, principalmente se considerado o desempenho de 2019, cerca de 20% abaixo do de 2018, resultado devido ao ataque cibernético que a multinacional sofreu e afetou suas unidades em todo o mundo.

Não só o mercado recebeu atenção especial da empresa, também seus colaboradores, a maioria engenheiros e tecnólogos, que continuam recebendo os salários integralmente. “Respeitando a quarentena, estamos trabalhando em esquema de rodízio, mantendo um número mínimo de funcionários em nossas instalações. Os funcionários on-site são importantes para manter em dia a entrega de produtos; porém, asseguramos que 100% das operações seguem em pleno funcionamento com nosso time em home-office”, diz Fernandes, ressaltando que a empresa não efetuou demissões.

Para o segundo semestre deste ano, a empresa deverá lançar a Academia Pilz, resultado do êxito dos treinamentos oferecidos, e que se constituem parte importante do negócio da Pilz do Brasil. “Recentemente, realizamos nossas primeiras experiências com Treinamentos Online, os quais tiveram sucesso maior que o esperado. De certa maneira, a pandemia acelerou o processo de adoção de Ensino a Distância (EaD), segmento que receberá investimentos nos próximos meses”, garante Fernandes.

Outro fato positivo foi o êxito alcançado na realização da Feira Virtual, de 08 e 10 de junho, que contou com a participação de 250 pessoas do País e do exterior, que tiveram a oportunidade de dialogar com os profissionais da empresa, os quais apresentaram as modernas soluções disponíveis no mercado e esclareceram eventuais dúvidas. Durante o evento, a empresa apresentou soluções nas áreas de Indústria 4.0; Segurança Industrial; Robótica e Serviços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.