Novos gateways Ixxat Smart Grid

Os gateways Ixxat® SG permitem a comunicação entre dispositivos de automação industrial e redes energéticas. A HMS Networks está ampliando a linha de gateways Ixxat SG com novas versões incluindo um modem 4G/LTE para conectividade celular, além de capacidades de comutação Ethernet com 4 portas, oferecendo para os usuários opções adicionais de criação de redes energéticas para subestações e centrais elétricas.

Os gateways Ixxat SG são usados em muitas áreas de automação energética, por exemplo, em centrais elétricas modernas e instalações consumidoras de energia de grandes dimensões para modernização de sistemas e digitalização de subestações. Os gateways SG são usados para diferentes finalidades: permitem conectar redes de controle de energia com dispositivos de automação industriais, permitem acesso remoto, funcionam como gateways entre diferentes protocolos e, consequentemente, permitem o desenvolvimento de aplicações da IdCI de última geração.

Com o novo modem 4G integrado e a ampla compatibilidade com protocolos, os gateways Ixxat SG são ideais para a fácil digitalização de estações de distribuição de energia remotas de pequenas dimensões. A conexão 4G CAT1 oferece comunicação de 10 Mbps a jusante e de 5 Mbps a montante com baixa latência, elevada cobertura de rede e um canal de dados universal – independente de Ethernet com fio, DSL ou fibra óptica. O 4G pode ser usado como o canal de comunicação principal ou de reserva. Todos os protocolos baseados em IP suportados – incluindo IEC 61850, IEC 60870-5-104, MQTT e OPC-UA – podem ser transmitidos pela conexão sem fio. O modem 4G também pode ser usado como um canal de comunicação independente para, por exemplo, manutenção de dispositivos e mensagens de alarme (SMS ou MQTT), e permite a implementação simples de aplicações de manutenção preditiva e remota.

Além da opção 4G, estão agora disponíveis novas versões dos gateways Ixxat SG com múltiplas portas, capazes de conectar redes de maneira segura através de várias interfaces independentes no nível dos dados. Isso simplifica a troca de dados entre redes de automação energética e sistemas Ethernet industriais (como PROFINET ou EtherNet/IP), bem como a conexão com sistemas de IdC e aplicações na nuvem.

Cada segmento de rede é conectado separadamente, podendo ainda trocar dados com todos os outros segmentos. Graças a funções de segurança integradas, incluindo um firewall, todo o sistema é fácil de projetar e manter, além de ser consideravelmente mais robusto e seguro contra acesso não autorizado em comparação com o uso de combinações convencionais de gateways e comutadores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.