Organização de cabeamento aéreo das cidades

A Dura-Line, fabricante de dutos e microdutos para condução de dados de forma segura, confiável e econômica, lança alternativa de produto para ajudar na reordenação da infraestrutura aérea das cidades.

Diante da tendência de expansão das redes de fibra óptica para serviços de dados, e da saturação da infraestrutura de telecomunicações legada, a microtecnologia é uma alternativa para a expansão das redes. Dessa forma, a Dura-Line apresenta sua linha de microdutos para aplicação em rede aérea, que tem capacidade para acomodar cabos de até 288 fibras por via (sete vezes mais que um duto tradicional utilizando o mesmo espaço), com até sete vias no mesmo ponto de fixação (7x 288).

“Isso significa que é possível usar o mesmo agrupamento de microdutos para múltiplas empresas. Isso reduz a quantidade de cabos e organiza de maneira eficiente a rede óptica disponível. Temos foco em trazer para o Brasil uma nova geração de infraestrutura de telecomunicação, tendo como prioridade a qualidade”, explica Paulo César Fogetti, diretor de Vendas e Marketing América Latina da Dura-Line. Segundo o executivo, a solução também já é utilizada no cabeamento subterrâneo.

Sobre a empresa – A Dura-Line é líder mundial em soluções e sistemas de tubos plásticos para telecomunicação, com mais de 50 anos no mercado, vendas em mais de 40 países e US$ 5,8 bilhões em movimentações comerciais.

Foi comprada em 2014 pela Orbia, uma comunidade de empresas unidas pelo objetivo coletivo de garantir a segurança alimentar, reduzir a escassez de água, reinventar o futuro das cidades e residências, conectar comunidades à infraestrutura de dados global e expandir o acesso à saúde e bem-estar com materiais avançados.

No Brasil, a Dura-Line conta com a produção na cidade de Sumaré (SP). A Orbia investiu, na planta, cerca de US$ 3 milhões, e continua investindo em novas linhas de produtos com o objetivo de atender o setor de telecomunicações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.