ABB apresenta disjuntor de alta tensão redutor de carbono

A temperatura da Terra aumentou, em média, 0,9 graus Celsius desde o final do Século XIX. Somente na última década, as perdas de gelo triplicaram na Antártica. Portanto, nas concessionárias e indústrias há uma necessidade crescente e urgente de combater o aquecimento global.

Na indústria de energia elétrica, o gás hexafluoreto de enxofre (SF₆) tem sido amplamente utilizado há décadas, devido às suas excelentes propriedades de isolamento e de extinção de arco. Trata-se, contudo, de um gás de efeito estufa, e a ABB está se esforçando para encontrar alternativas ao seu uso há muito tempo.

Em abril, durante a Hannover Messe, na Alemanha, a ABB lançou o Live Tank Breaker (LTB) 145 kilovolts (kV) AirPlus™, que representa um avanço em inovação ecologicamente eficiente. O LTB utiliza uma mistura de gás à base de dióxido de carbono (CO2) como meio de isolamento e comutação, em vez de SF6. Projetado para proteger redes elétricas e prevenir panes, a tecnologia minimiza o impacto ambiental.

O novo LTB AirPlusTM reduz em quase 100% o potencial de aquecimento global (Global Warming Potential – GWP) se comparado com o SF6. O GWP, expresso como equivalente de CO2, mede a quantidade de calor que um gás retém na atmosfera ao longo de um horizonte temporal de 100 anos. Baseado na tecnologia de disjuntor de alta tensão certificada da ABB, que está em operação há décadas, o LTB AirPlusTM oferece um excelente desempenho em comutação dentro dos mesmos requisitos de espaço. Ao contrário do SF6, em que o controle do ciclo de vida requer um manuseio e informe de estoque cuidadoso, o LTB AirPlusTM é à prova de futuro e atende às alterações nas regulamentações ambientais.

“Esta tecnologia é a mais recente ampliação da nossa plataforma de alta tensão ecologicamente eficiente, e mais um marco nos nossos esforços para reduzir o impacto ambiental”, afirma Markus Heimbach, chefe da unidade de negócio para Produtos de Alta Tensão da ABB, dentro da divisão de Power Grids da empresa. “Já implantamos diversas soluções sustentáveis como, por exemplo, os aparelhos isolados a gás de 72.5 kV LTB e 170 kV, em projetos no mundo todo”, completa. 

A tecnologia também está disponível como um disjuntor seccionador (DCB), o que significa que a função de desconexão está integrada. Isto possibilita uma alta disponibilidade do equipamento e confiabilidade em uma área de cobertura compacta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.