FIEE Smart Future 2019 – Fernando Fischer

REPAGINADA, FEIRA INCLUIRÁ NOVAS TECNOLOGIAS E INOVAÇÕES DEDICADAS AOS SETORES DE ENERGIA, AUTOMAÇÃO, ELETRÔNICA, CONECTIVIDADE E MANUFATURA.

ENTREVISTA A CLARICE BOMBANA

A Reed Exhibitions Alcantara Machado anunciou a próxima edição da FIEE (Feira Internacional da Indústria Elétrica, Eletrônica, Energia e Automação) em novo formato: a FIEE Smart Future 2019, única plataforma de negócios que passa a integrar além dos elos tradicionais de GTDC (Geração, Transmissão, Distribuição e Comercialização de Energia), eletro-eletrônicos e equipamentos, os principais fabricantes industriais do mundo.

“Será uma convergência em maior escala da manufatura integrada em um único local e para toda a indústria, incluindo eletrônica, energia, fabril e conectividade. Trata-se da única feira a oferecer uma experiência completa do setor no Brasil”, destacou Igor Tavares, diretor de eventos da Reed Exhibitions Alcantara Machado, promotora e organizadora da feira. A 30ª edição da FIEE acontecerá de 23 a 26 de julho, no São Paulo Expo (SP).

De acordo com o executivo, o setor industrial, sobretudo seus consumidores, vinham questionando sobre a grande quantidade de feiras segmentadas ocorrendo em locais e datas não muito adequadas e pedindo uma solução. “Agora chegamos à solução, ancorada pelo nosso principal parceiro, a Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee). Não adianta falar de máquina sem ferramenta, ou de ferramenta sem elétrica e automação, ou de qualquer um destes segmentos sem eletrônica e conectividade. O consumidor pediu uma feira completa e terá”, completa.

“A FIEE chega à sua 30ª edição com 60 anos de experiência, consolidada como o principal evento de negócios em elétrica, eletrônica, energia e automação da América Latina. A cada realização, a feira se expande e traz novidades, acompanhando os avanços tecnológicos. Em 2017, contou com um novo setor dedicado à GTDC (Geração, Transmissão, Distribuição e Comercialização de Energia). Em 2019, a FIEE passa a agregar a Smart Future, sinalizando a convergência e a integração da manufatura que atinge todos os setores que a compõem. Para a Abinee, a inclusão de novas áreas é uma excelente oportunidade para a indústria elétrica e eletrônica instalada no Brasil, pois propicia uma maior sinergia e convergência entre os diversos segmentos industriais, com o setor macroeconômico assumindo o papel de agente propulsor de inovação e desenvolvimento tecnológico”, avalia Anderson Jorge de Souza Filho, diretor-executivo da Abinee.

Com o apoio institucional da Abinee, Cigré, Fiesp, Cogen, Abraceel, Abesco, ABDG, Abragel, Abrate, Abreme, Anace, Anatel, Fiemg e Ceise, a feira reflete a demanda expressiva de um mercado em busca de inovação, tecnologias e novas soluções. Além da exposição, a FIEE Smart Future contará com atrações como o Fórum AbineeTec, que reunirá 500 executivos C-Level da indústria, conferências que abordarão temas estratégicos por técnicos do mercado de energia, rodadas de negócios, a terceira edição do Prêmio Potência de Inovação Tecnológica, e grandes arenas de experiência e networking. E ainda: o lançamento da FIEE Smart Energy, evento que apresentará soluções e novidades de eficiência energética para a indústria e para a cadeia de GTDC.

Veja a seguir a entrevista que Fernando Fischer, presidente da Reed Exhibitions Alcantara Machado, promotora da FIEE Smart Future e FIEE Smart Energy, concedeu com exclusividade à Reportagem da Revista Potência.

"PODEMOS DIZER QUE A FIEE SMART FUTURE É UMA EVOLUÇÃO DO QUE JÁ HAVÍAMOS ENTREGADO EM 2017, QUANDO TRABALHAMOS NO REPOSICIONAMENTO DO EVENTO PARA ADEQUÁ-LO ÀS NECESSIDADES DO MERCADO."

1 – Em que contexto a 30ª edição da FIEE (Feira Internacional da Indústria Elétrica, Eletrônica, Energia e Automação) ocorre em 2019?

A FIEE evoluiu para acompanhar as demandas de diversos setores da economia e, nesta direção, passou a ser denominada FIEE Smart Future. Além disso e além dela, acompanhando a alta demanda da indústria por novas fontes de energia e eficiência energética, lançamos o único evento matriz do mercado de energia do Brasil, a FIEE Smart Energy, que apresentará toda a cadeia de valor representada nos segmentos de geração, transmissão, distribuição e comercialização de energia, com um pavilhão dedicado a reunir concessionárias, provedores de soluções,  entrais geradoras, transmissoras, distribuidoras, comercializadoras e investidores.

2 – O que está por trás da mudança do nome para FIEE Smart Future? Qual a estratégia adotada?

O nome não mudou, ele evoluiu. A FIEE Smart Future amplia a abrangência do evento, pois oferece um leque maior de tecnologias, inovações e soluções para auxiliar as cidades e os mais diversos setores da economia do País a alcançarem um futuro mais sustentável e conectado para seus negócios.
O principal objetivo deste reposicionamento é fomentar negócios e estreitar o relacionamento entre os principais players e os consumidores mais qualificados ao combinar soluções de automação, telecomunicações, transformação digital e conectividade a um ambiente inovador, com conteúdo exclusivo e focado nas principais necessidades do mercado.

3 – O que esta edição traz de novidade em relação à edição de 2017, que, por sua vez, também havia sido reestruturada?

Em 2017 reposicionamos o evento para nos adequarmos ao mercado e deu muito certo. Tão certo que nos possibilitou irmos além com a FIEE Smart Future, que combinará soluções de automação, telecomunicações, transformação digital e conectividade a um ambiente inovador, com conteúdo exclusivo e focado nas principais necessidades do mercado. Tudo isso através de experiências que geram negócios, networking e aprendizado. Podemos dizer que a FIEE Smart Future é uma evolução do que já havíamos entregado em 2017.
A maior novidade deste ano é o lançamento do único evento matriz do mercado de energia do Brasil, a FIEE Smart Energy, que já que nasce com o desafio de oferecer ao mercado soluções completas para os elos de geração, transmissão, distribuição e comercialização de energia. A FIEE Smart Energy revolucionará o mercado num espaço totalmente formatado para oferecer experiências, conteúdo e oportunidades de negócios. A proposta do evento teve uma aderência fantástica junto ao mercado e já temos grandes players confirmados, como CPFL, Engie, WEG e a CTG Brasil, além do apoio institucional e estratégico das mais importantes entidades do setor energético: Abinee, Cigré, Fiesp, Cogen, Abraceel, Abesco, ABDG, Abragel, Abrate, Abreme, Anace, Anatel, Fiemg e muitas outras.

4 – A feira está dividida em setores? Por que essas áreas foram escolhidas?

Sim. A FIEE Smart Future compreenderá os setores tradicionais da feira, elétrica e eletrônica, ampliará significativamente o setor de automação e contará com os novos setores que abordarão as áreas de conectividade, tecnologias e soluções para cidades inteligentes. Estas áreas foram escolhidas por comporem o conceito de evolução das indústrias e cidades do futuro. Na FIEE Smart Energy, o mercado de energia será a grande estrela.

"A FIEE SMART ENERGY REVOLUCIONARÁ O MERCADO NUM ESPAÇO TOTALMENTE FORMATADO PARA OFERECER EXPERIÊNCIAS, CONTEÚDO E OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS."

5 – Explique o slogan do evento: “A convergência de todas as soluções para eficiência energética em um único local”.

Quando falamos em convergência, estamos tratando de soluções integradas, e é isso que iremos oferecer nos eventos. Na FIEE Smart Energy teremos soluções integradas para maior eficiência energética e na FIEE Smart Future serão soluções de elétrica, eletrônica, automação e tecnologias que tornam as indústrias mais eficientes, econômicas e produtivas. Somos a única plataforma de exposição, negócios, inspiração e conteúdo para um mercado que busca inovação e novas soluções para o seu desenvolvimento.

6 – Quais eventos paralelos estão programados durante os quatro dias de exposição? Algum destaque?

A FIEE Smart Future e a FIEE Smart Energy contarão com mais de 450 horas de conteúdo. São 150 horas a mais em relação à última edição. Essa grade tem como destaque o AbineeTec, evento referência organizado pela Abinee, que reúne por volta de 700 executivos com uma agenda de palestras e mesas redondas compostas por CEOs das principais indústrias nacionais. Ao longo dos quatro dias, teremos cinco ilhas de conhecimento AbineeTec com uma grade de programação que apresenta-rá novas tecnologias, estudos de caso, temas estratégicos, regulatórios e de investimentos. Duas ilhas de conhecimento serão dedicadas ao mercado de energia e contarão com a curadoria do Cigré, Abraceel, Abrate, Abesco, ABDG e Abinee. Além de todos os projetos de conteúdo, teremos o projeto FIEE Smart City, que simulará uma cidade inteligente e apresentará tecnologias e soluções para cidades; o projeto FIEE Smart Connectivity, que reunirá empresas de tecnologia para apresentar suas soluções para as indústrias; e o projeto FIEE Smart Ideas, onde teremos start-ups para apresentar suas inovações e soluções às indústrias.

7 – Como o mercado e, em especial os expositores, têm reagido ao novo formato da FIEE 2019?

O novo formato da FIEE foi desenvolvido como resposta às necessidades do mercado e isso tem se mostrado efetivo, já que as vendas atingiram recordes se comparadas ao mesmo período da última edição. Estamos a nove meses da feira com 70% da planta ocupada.

8 – Qual a expectativa de público para a próxima edição da feira, número de expositores (fechados e projeção), empresas (marcas) nacionais e estrangeiras, países participantes, etc.

Esperamos receber mais de 50.000 visitantes e mais de 1.200 marcas em 40.000 m2 de exposição. Além disso, a expectativa é termos participantes de pelo menos mais 10 países.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *