Distribuição de energia a partir de no-breaks

Trabalhando no Microsoft Innovation Center, em Boydton, Virgínia, a Microsoft e a Eaton aproveitaram os recursos de armazenamento de energia de um no-break (fonte de alimentação ininterrupta) alimentado por bateria de íon de lítio para servir como recurso de energia distribuída para operadores de rede.

A Eaton adicionou um sistema de algoritmos e controles de software a um no-break Power Xpert 9395 para permitir a interação com a rede elétrica. Atendendo a essa função, o no-break pode fornecer e receber energia da rede para otimizar as contas de serviços públicos e ajudar nas iniciativas de regulação de frequência, criando um fluxo de receita adicional às operadoras.

Para os operadores de data center, o no-break há muito tempo representa uma proteção crítica contra anomalias de energia potencialmente prejudiciais, além de um backup vital da bateria para garantir a continuidade dos negócios durante uma falta de energia inesperada. No entanto, graças à nova tecnologia, os no-breaks de data center agora têm a capacidade de obter um benefício duplo, se convertendo também em um ativo de geração de valor.

A maioria dos data centers em larga escala implantou bancos de bateria substanciais para fornecer backup adequado no caso de um blecaute. No entanto, a realidade é que essas baterias permanecem sem uso na grande maioria das vezes, porque a falta de energia ocorre com pouca frequência. Agora essa energia pode ser aproveitada.

Foi a adoção de baterias de íon de lítio – que oferecem uma vida útil mais longa e oito vezes a taxa de ciclo das baterias VRLA tradicionais – que criou o potencial para essa evolução do no-break tradicional. Embora o data center mantenha o controle de sua energia – escolhendo quanta capacidade oferecer e quando – ele tem a capacidade de converter o backup de energia tradicional em um dispositivo de armazenamento de energia, oferecendo uma série de benefícios para os operadores que buscam reduzir as contas de energia e otimizar o consumo.

Isso é especialmente valioso, considerando que os custos de energia continuam disparando; de fato, a energia é classificada como o segundo maior custo operacional em 70% dos data centers mundiais, superado apenas pela mão de obra, de acordo com o Gartner. Ainda mais, um data center de 1 MW consumirá 160 MkW de energia por um período de 10 anos – equivalente à quantidade consumida por 1.400 residências americanas típicas no mesmo período.

A tecnologia da Eaton foi recentemente posta à prova pela Microsoft e pela Eaton, que formaram uma parceria para encontrar uma maneira de colocar os ativos da Microsoft em funcionamento o tempo todo. O sistema da Eaton permitiu que o no-break rastreie os sinais de regulação de frequência e responda rapidamente, carregando ou descarregando a bateria para equilibrar a rede.

As implicações do no-break EnergyAware são significativas, tanto para a rede quanto para os operadores de data center. A tecnologia pode ser utilizada para reduzir a demanda e contribuir para as metas de energia limpa. Os clientes podem usar um ativo existente para criar um novo fluxo de receita e reduzir os custos de energia, enquanto ainda fornecem uma solução de backup vital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.