Escola de eletricistas exclusiva para mulheres

A EDP, distribuidora de energia elétrica do Espírito Santo, realizou no dia 9 de agosto a primeira aula da Escola de Eletricistas exclusiva para mulheres. Houve mais de 3.400 inscrições e 32 candidatas foram selecionadas. Elas estão divididas em duas turmas. As inscrições aconteceram no ano passado, mas por conta da pandemia da Covid-19, as aulas só tiveram início agora.

Créditos: Shutterstock

Para marcar o começo das aulas foi realizada uma cerimônia de abertura com a participação do vice-presidente de distribuição da EDP no Brasil, João Brito Martins, do diretor da EDP no Espírito Santo, Fernando Saliba, e da diretora do Senai, Mariana Fonseca.

“A Escola de Eletricistas para Mulheres é um projeto do qual nos orgulhamos muito na EDP pois, ao mesmo tempo em que gera capacitação profissional e oportunidades de emprego, contribui para promover a igualdade de gênero no setor elétrico”, afirma Fernando Saliba, diretor da EDP no Espírito Santo.

As alunas da Escola de Eletricistas contarão com bolsa-auxílio durante o curso, formação profissional completa e possibilidade de contratação. O programa é pioneiro no setor elétrico e faz parte do compromisso da EDP com o desenvolvimento de ações para promover a igualdade de oportunidades entre gêneros.

Sobre o curso

Com carga horária de aproximadamente 550 horas e cerca de três meses e meio de duração, a Escola de Eletricistas é gratuita e tem como foco a qualificação e capacitação de mulheres como eletricistas de redes de distribuição de energia. A iniciativa é uma parceria da EDP com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI).

Após a finalização do curso, as alunas recebem certificado chancelado pelo SENAI e permanecerão no banco de talentos da EDP, podendo participar futuramente de processos seletivos para vagas efetivas.

O curso terá aulas teóricas e práticas a respeito dos princípios e leis que regem o funcionamento de sistemas elétricos. O intuito é que as participantes aprendam sobre os procedimentos e técnicas necessárias para planejamento, execução, avaliação e inspeção das redes, bem como sobre manutenções preventivas e corretivas, dentro das normas técnicas e de segurança. Ao término do curso, a expectativa é que os profissionais estejam capacitados para o mercado de trabalho.

Além da bolsa-auxílio, as alunas receberão material didático, uniformes, Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e lanche no local.

2 comentários em “Escola de eletricistas exclusiva para mulheres

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.