Mitos e verdades sobre a energia solar

Neste mês de janeiro o Brasil bateu recorde de produção de energia solar, alcançando a marca de 13 gigawatts (GW) de potência, chegando muito próximo à capacidade instalada da usina de Itaipu (14 GW). Usinas solares e sistemas de médio e pequeno portes instalados em telhados, fachadas e terrenos de casas ou empresas produzem quase o mesmo que a maior produtora de energia renovável no mundo.

Isso acontece porque cresce cada vez mais o conhecimento sobre os benefícios dessa alternativa energética. Mesmo assim, ainda há muitos tabus em relação ao assunto. Por isso, Rodrigo Freire, CEO da Holu, startup cujo propósito é ajudar o brasileiro a conquistar o melhor custo benefício em energia solar para ter independência energética, lista 6 mitos e verdades sobre energia solar.
 

Exige investimento alto e imediato

Mito: Os projetos são individualizados e têm valores que variam de acordo com o valor gasto com a conta de luz mensal do consumidor. A média nacional de investimento é de R$ 20 mil a R$ 30 mil pagos em financiamentos de até seis (6) anos, mas a Holu tem projetos a partir de R$ 9 mil. Ao contrário do que se pensa, o volume para instalação completa pode ser 100% financiado, e as parcelas são normalmente menores do que o valor pago na conta de luz mensalmente. Ou seja, sem nenhuma entrada, pagando menos do que na energia tradicional e lidando com pagamentos fixos (ao contrário das tarifas mensais), é possível ser independente energeticamente e sustentável. Há opções de pagamentos, também, via cartão de crédito, em até 10 parcelas mensais.

É direcionado apenas para determinados públicos e classes sociais

Mito: A energia solar é para todos. Como o número de placas instaladas em um sistema é variável de acordo com o gasto mensal de energia do consumidor, é possível realizar a instalação de sistemas a partir de duas placas. Mas, vale ressaltar que, em caso de usuários com contas mensais de energia a partir de R$ 300, o retorno de investimento é, no geral, mais rápido.
 

A energia solar é um caminho para sair da vulnerabilidade energética

Verdade: A energia solar fotovoltaica é uma das melhores alternativas para regiões isoladas onde não há rede elétrica ou que utilizem geradores a diesel ou óleo combustível, pois têm instalação simples e baixo custo em relação ao tempo de vida útil (mais de 25 anos). Nesses casos, o ideal é instalar também um conjunto de baterias para garantir a eletricidade também durante a noite.
 

É atrelado ao imóvel e ajuda na valorização local

Verdade: Sim, por ser um investimento inteligente e em longo prazo, que gera economia durante toda a sua vida útil, a energia solar contribui para a valorização do imóvel entre 4% e 6%, segundo o Laboratório Nacional Lawrence Berkeley (EUA).
 

Exige conhecimento e alta manutenção por parte do usuário

Mito: A limpeza do sistema pode ser feita pelo próprio usuário ou proprietário das placas solares, uma vez por ano, com uma mangueira e um pano. Parte da grande vida útil de sistemas de energia solar é fruto de sua resistência significativa aos danos causados pela ação da natureza, tais como chuvas, ventos ou até mesmo granizo. A Holu também fornece suporte imediato em eventuais problemas.

O benefício vai além do individual

Verdade: Como uma energia limpa, renovável e sustentável, a geração solar ajuda a reduzir significativamente: (i) a dependência de combustíveis fósseis como derivados de petróleo, (ii) o consumo de água (usado pelas termelétricas e usinas nucleares) e (iii) a emissão de gases do efeito estufa, dentre outros benefícios de ordem ambiental.

4 comentários em “Mitos e verdades sobre a energia solar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.