Motores elétricos e eficiência energética

Uso de motores de alto rendimento WEG leva ao aumento de produtividade e economia de energia.

A eletricidade é um dos insumos mais importantes utilizados pelas indústrias no Brasil. Portanto, o seu uso racional e eficiente é fundamental para reduzir custos e elevar o nível de competitividade de qualquer empresa.

Nem todos sabem, mas os motores elétricos são os principais consumidores de energia dentro de uma indústria. Em média, representam quase 70% de toda a eletricidade utilizada em uma planta fabril, conforme indicam dados da Eletrobrás/Procel, e ainda podem alcançar quase a totalidade do consumo de energia elétrica em alguns segmentos. 

Consumo de energia elétrica na indústria

É importante ficar atento a essa informação, pois ela indica que as empresas podem economizar bastante dinheiro substituindo seus motores elétricos com equipamentos mais eficientes em suas linhas de produção e também ao manter a manutenção desses equipamentos em dia, de modo que cada motor entregue o máximo de desempenho com o menor consumo energético.

Comprometida com o bom desempenho de seus clientes, a WEG atua não apenas na produção de motores de ponta, seu compromisso vai além e visa sempre minimizar os custos operacionais dos parceiros industriais. 

Isso ocorre em várias frentes, mas pode-se destacar três: 

  1. A WEG continuamente desenvolve e lança linhas de motores elétricos com rendimentos acima dos padrões de mercado, para que a energia seja utilizada da melhor forma possível. 
  2. A empresa auxilia seus clientes na especificação da melhor solução para cada aplicação, e alerta, através de produtos como o WEG Motor Scan, para a necessidade das manutenções preditivas, que permitem o bom funcionamento e rendimento de cada equipamento ao longo dos anos.
  3. A WEG também estimula a troca de motores antigos por modelos novos de alto rendimento. 
Bônus motor

Com o objetivo de concretizar ganhos de eficiência energética aos clientes da área de concessão de suas distribuidoras, o Grupo CPFL Energia, em parceria com a WEG e por meio do Programa de Eficiência Energética da ANEEL, criou o Bônus Motor, iniciativa que visa facilitar a substituição de motores de baixo desempenho instalados por motores novos com maior rendimento. Esta grande oportunidade oferece condições especiais que envolvem descontos que podem chegar a 40%.

Para participar, os interessados devem:

Acessar e se inscrever no site www.bonusmotor.com.br

  1. Depois da inscrição, será feita uma avaliação por parte dos responsáveis do programa
  2. Uma vez aprovado, o cliente deverá efetuar a compra em um dos pontos de venda cadastrados e, ao receber o motor novo, comprovar sua instalação no lugar do motor usado
  3. Depois, para ter acesso ao desconto CPFL e WEG, basta solicitar o recolhimento do motor antigo

Além do desconto de até 40% na aquisição do motor novo, outras vantagens do Bônus Motor são: menor consumo de energia elétrica; maior vida útil e garantia de fábrica de 2 anos.

Vale lembrar que um motor gasta em energia elétrica mais de 100 vezes o valor do seu custo de aquisição. Por isso a importância de se investir em motores elétricos mais eficientes. 

Troca de motores: grande oportunidade de economia

Nos últimos anos, o Brasil apresentou grande evolução no mercado de motores elétricos, principalmente em função dos avanços na parte legislativa. Caminhamos na direção do consumo eficiente de energia e, hoje, o País conta com uma base normativa sólida, que indica níveis mínimos de rendimento de motores elétricos industriais novos, como o IR3 Premium.

Esse avanço normativo elevou o País a um outro patamar na produção de motores elétricos. No entanto, temos muito a avançar quando o assunto são motores mais antigos, instalados e em funcionamento em indústrias espalhadas por todos os Estados. E é aqui que existem grandes oportunidades a serem aproveitadas por empresas de todos os segmentos de mercado.

Dados da Associação Brasileira de Manutenção (ABRAMAN) indicam que a idade média das instalações industriais nacionais é de 20 anos. E essas indústrias possuem mais de 20 milhões de motores elétricos trifásicos em funcionamento, que consomem aproximadamente 144 GWh por ano, algo equivalente a 24,5% da produção nacional de eletricidade.

O problema é que normalmente estes motores elétricos acompanham essa média das instalações industriais (20 anos – ABRAMAN). 

Ou seja, muitos motores possuem rendimento bem inferior aos equipamentos novos, pois o nível de exigência era outro quando foram produzidos. Sem contar que grande parte desses motores em uso nem sempre passa pelos devidos cuidados de manutenção e reparo, o que faz com que seu rendimento original seja bastante comprometido. 

Quanto maior a idade, maior a possibilidade de o motor ter passado por reparos. Dependendo do tipo de avaria, ou da qualidade do serviço de manutenção, o rendimento dos motores elétricos pode ser afetado significativamente. Estudos técnicos revelam que as perdas no rendimento podem variar de 1 a 5 pontos percentuais a cada rebobinagem do motor. 

Tanto o uso de motores antigos, quanto a falta de manutenção adequada ao longo do tempo, levam muitas empresas a consumirem mais energia do que precisariam em seus processos produtivos. Há ainda os riscos de quebra e parada de linhas de produção, que acarretam grandes prejuízos.

Por isso, a substituição de um equipamento nessas condições tem se mostrado uma grande oportunidade. Quando bem-feita, a simples troca do motor antigo por um equipamento novo de alto rendimento, traz vantagens imediatas. É uma ação de rápida implementação, cujo investimento se paga em espaço de tempo relativamente curto – em média, 2,5 anos. 

A substituição de motores somada à aplicação de inversores de frequência produz uma economia ainda maior, além de outros ganhos indiretos. Tomando como exemplo um case no próprio parque fabril da WEG, foi realizada a substituição de um motor de rendimento padrão por um de alta eficiência e instalado um inversor de frequência. O monitoramento, considerando os consumos de energia e água, contabilizou uma redução de 48% no consumo de energia elétrica e de 22% no consumo de água.

Importante observar que fazer os cálculos para avaliar as vantagens de uma eventual troca ou escolha de equipamento nem sempre é uma tarefa simples. Mas fazer as contas é o primeiro passo, e talvez o mais importante, para que o corpo técnico das indústrias possa escolher o caminho a seguir. 

Para auxiliar seus parceiros nessa tarefa, de modo que eles consigam facilmente avaliar o potencial de economia em caso de troca de equipamento ou novas instalações, a WEG disponibiliza a ferramenta See+. 

Trata-se de um software gratuito para a simulação da economia de energia com o uso de motores elétricos de alta eficiência, que gera relatórios com análise técnica e financeira e também auxilia na decisão entre recuperação ou substituição de motores danificados.

Saiba mais em: www.weg.net/see+

Para mais informações sobre o Bônus Motor, entre em contato:

www.bonusmotor.com.br

contato@bonusmotor.com.br

(47) 99977-9812

5 comentários em “Motores elétricos e eficiência energética

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.