Projetos de iluminação ganham destaque

Uma iluminação bem projetada pode influenciar e muito na compreensão dos ambientes. A interação entre luz e espaço afeta os sentidos e as emoções humanas. Sendo assim, está cada vez mais comum a contratação de profissionais que trabalham com a iluminação técnica dos empreendimentos, os lighting designers, que estudam sobre isso e desempenham um trabalho de iluminação pensando na qualidade de vida dos moradores, aliando com a beleza e eficiência das luzes nos ambientes.

Regina Bruni, que já trabalha há 30 anos como lighting designer, explica que a importância da iluminação técnica pode ter várias facetas: estética, funcional e sustentável. Por isso, para que o trabalho seja bem executado e todas essas características sejam respeitadas, ela recomenda que tudo seja projetado por um profissional treinado. “A iluminação técnica precisa ser olhada com muito cuidado. Modelos tem muitos, opções tem várias, mas na realidade a gente precisa focar na empresa que te oferece o melhor fluxo luminoso, pelo menor consumo de energia, até para que a gente possa atender todas as certificações que os projetos hoje nos requerem. Então, a iluminação técnica é isso, e qualquer erro é fatal para o resultado do projeto”, explicou Regina.

Com a influência que a luz pode ter na vida das pessoas, a lighting design ainda explica que quem trabalha nessa área deve sempre pensar no tipo de iluminação interna que passe uma sensação de acolhimento e criar um ambiente agradável para que os usuários se sintam bem. Nas áreas comuns, é sempre importante projetar a luz de uma forma que torne o espaço atrativo para o uso dos moradores.

Além disso, na hora de montar um projeto, é necessário que a luz esteja em sinergia com o design dos interiores. “Eu sempre falo que o pai da criança são os arquitetos de interiores ou de fachada, seja lá o que a gente estiver fazendo. Então a gente tem que interpretar com a luz, como se fosse um quadro. Analisa-se muito bem a atmosfera do layout de decoração ou da fachada, e tenta se recriar aquela atmosfera através da luz no projeto de decoração e a fachada do empreendimento. Tudo isso é importante quando a gente pensa em projetar a luz em um ambiente”.

Iluminação e sustentabilidade

Muito atuante no mercado imobiliário e construção civil, Regina ainda tem um escritório de soluções em lighting design com sedes em São Paulo, Joinville e Curitiba. Recentemente, se uniu com a Phacz Empreendimentos, construtora que vem ganhando destaque no litoral norte catarinense, para a projeção da iluminação técnica de seu mais novo empreendimento, o Blue Forest, que possui um conceito todo voltado para a sustentabilidade e pensando na vivência em meio a natureza.

Regina conta quais cuidados têm sido tomados para que esses conceitos continuem se mantendo na parte de iluminação dos ambientes: “a sustentabilidade passou a ser um assunto muito em alta hoje, no sentido em que nós precisamos ter essa consciência de que não se pode mais fazer qualquer coisa que não tenha essa vocação sustentável, de cuidado e de economia. No Blue Forest a gente tomou muito cuidado com relação a isso, desde a parte da concepção do projeto até a especificação de produto. Na parte externa, a gente cuida muito com o quanto a gente pode iluminar externamente sem que isso gere qualquer desconforto ao habitat natural da fauna. A gente toma cuidado também na parte interna com toda essa questão de maior fluxo, com o menor consumo. Então a gente só usa equipamentos com comissionamento europeu, todos eles voltados para cumprir os requisitos da certificação LEED, usando-os com mais qualidade, sofisticação e cuidado”.

“Principalmente por ser em Perequê, no qual vai ser um ícone da praia, pensamos em criar situações de fachada muito agradáveis, sutis e suaves, com pequenos pontinhos de luz, como se tivéssemos vagalumes permeando todos os lugares. Uplights ‘beijando’ todas as superfícies de abas do prédio, que são lindas. Na parte interna, uma iluminação muito morna, agradável e gostosa. Os moradores vão ter muito prazer de fazer parte desse contexto, porque ele tem a luz natural durante o dia, mas a noite também terá sensações muito gostosas da luz artificial provocando neles. O projeto vai ficar um show”, finaliza, elogiando não só o projeto, como todos os envolvidos.

Localizado em Balneário Perequê, em Porto Belo (SC), o Blue Forest tem previsão de entrega para 2027 e já se encontra em pré-lançamento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.