Aldo firma parceria com Dyness

O crescimento contínuo de fontes renováveis na matriz energética mundial traz a necessidade de sistemas de armazenamento de energia para garantir eletricidade de forma contínua.

No segmento de energia solar, o mercado tem se desenvolvido de forma exponencial. De acordo com previsões da ABSOLAR (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica), em 2020 o país deverá atingir 5,4 GW gigawatts de potência em Geração Distribuída, um crescimento de 260% em relação à marca de 2 GW produzidos no ano passado. Em 2019, 171 mil sistemas solares fotovoltaicos foram conectados à rede e mais de R$ 10 bilhões em investimentos acumulados desde 2012.

Na esteira desse crescimento, o armazenamento de energia por baterias tem ganhado espaço ao passo que os preços das baterias recuam. De acordo com dados da Bloomberg New Energy Finance, o preço de baterias de íons de lítio despencou mais de 75% entre 2010 e 2018, sendo a segunda tecnologia que mais se barateou no setor elétrico mundial.

As baterias são usadas como back up, seja para viabilizar o consumo nos horários de pico, para proteger as instalações fotovoltaicas contra surtos e falhas de fornecimento ou para armazenar a energia gerada, eliminando a necessidade de conectividade na rede elétrica. Isso significa dar aos consumidores maior liberdade e autonomia, além de contribuir para ampliar a participação da fonte solar fotovoltaica na matriz elétrica brasileira. 

Apostando na expansão deste mercado promissor, a Aldo Solar, que se destaca entre as principais distribuidoras de equipamentos para geração de energia solar, fechou um contrato de distribuição para as baterias de íons de lítio com a Dyness, gigante chinesa especializada em soluções high-tech para soluções de armazenamento por baterias.

De acordo com Allen Lei, diretor global de relações comerciais da Dyness, “temos objetivos ambiciosos para o Brasil e queremos impulsionar o mercado de armazenamento no país, oferecendo aos distribuidores e consumidores alternativas econômicas para armazenamento de energia renovável com soluções de alta qualidade e sistema, capacitação e serviço de pós-venda de alto nível”.

A Dyness está operando no país por meio da Ion Energia para suporte aos consumidores e parceiros locais, e organiza a inauguração da subsidiária Dyness Brasil ainda no 1º semestre deste ano, com uma equipe local para apoiar as vendas, pós-venda e soluções.

Com estas atitudes, ela espera liderar o mercado de armazenamento de energia por baterias no país e apostará em oferecer treinamentos e sensibilização sobre o grande potencial de negócios. “Na China, temos um ditado: sempre aperfeiçoe seu próprio trabalho e as oportunidades surgirão. Acredito que faremos isso acontecer também no país, pois estamos crescendo rapidamente e contamos agora com parceiros como a Aldo”, explica Allen.

Allen também considera a Aldo o melhor parceiro da Dyness no Brasil. “A Aldo não é apenas a melhor empresa do mercado solar, mas enxerga o grande potencial das soluções de baterias para o mercado brasileiro. Nossa expectativa é que, quando as pessoas pensarem em soluções de armazenamento de bateria, Dyness e Aldo sejam as empresas mais lembradas”, aposta o executivo.

Para Aldo Pereira Teixeira, fundador e presidente da Aldo Solar, “queremos oferecer aos brasileiros o que há de mais moderno em soluções para geração de energia solar. A parceria de distribuição com a Dyness ampliará a oferta de sistemas de armazenamento de energia por baterias de íons de lítio e reforça nosso compromisso de estar sempre à frente com os melhores parceiros e produtos. Com soluções cada vez mais acessíveis, queremos oferecer aos consumidores maior liberdade e autonomia na geração de energia solar em Geração Distribuída, consolidando a realização do sonho de apoiar a diversificação da matriz elétrica de nosso país”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.