Tubos de cobre nos hospitais de campanha

Como medida emergencial, para auxiliar o tratamento dos pacientes contaminados pelo coronavírus, os governos de São Paulo e Rio de Janeiro construíram cinco hospitais de campanha durante o mês de abril. A Termomecanica auxiliou a construção dessas unidades com o fornecimento de tubos de cobre para a Air Liquide, indústria química do setor de gases medicinais e industriais, responsável por montar toda a estrutura do fornecimento de gases medicinais e oxigênio, essencial para o tratamento de pacientes em estágios avançados da doença.

Foram fornecidas, em abril, mais de 20 toneladas de tubos de cobre para a Air Liquide. Para garantir a entrega, a equipe da Termomecanica mobilizou-se e direcionou grande parte dos seus esforços para a fabricação desses produtos. A parceria entre as duas empresas foi primordial para agilizar o funcionamento dos hospitais, que foram construídos em tempo recorde.

Segundo Paulo Cezar Martins Pereira, superintendente de vendas e marketing da Termomecanica, os tubos de cobre foram produzidos em uma velocidade nunca vista antes dentro da empresa: “fizemos uma força-tarefa para produção de tubos de cobre em tempo recorde, dada a urgência da situação de saúde pública que estamos vivendo e da necessidade de aumentar os leitos para atendimento de pacientes”, explica o executivo.

As vantagens do uso dos tubos de cobre neste tipo de aplicação são muitas e vão desde boa resistência às pressões internas e aos golpes de aríete, até a facilidade de manuseio, transporte, aplicação e soldagem, garantindo perfeita vedação e segurança. Além disso, os tubos de cobre são resistentes às altas temperaturas e possuem propriedades impermeáveis que barram germes, fluidos, gases e raios ultravioleta.

Os hospitais de campanha atualmente estão com grande parte dos leitos ocupados. Somente no final de abril foram registrados mais de 2.000 casos atendidos. “No momento em que o coronavírus continua se espalhando, esses números mostram a importância da construção dessas novas unidades de tratamento e dos equipamentos. Se essa estrutura não estivesse funcionando, hoje a situação seria de colapso, um fato jamais ocorrido na história do sistema de saúde brasileiro”, complementa.

O especialista em Instalações e Projetos Medicinais da Air Liquide, Fernando Bucci, destaca a importância da parceria com a Termomecanica para garantir que as instalações de gases medicinais estejam em conformidade com as normas estabelecidas pelos órgãos de saúde, por se tratar de medicamento. “A parceria com a Termomecanica, que nos forneceu tubulações de qualidade assegurada e no prazo necessário, foi fundamental para que conseguíssemos atender à demanda de leitos para atendimento à COVID-19 nos hospitais de campanha em todo o Brasil”, completa o especialista da Air Liquide.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.