Aldo Solar vende 220 mil geradores de energia solar

Com o novo Marco Legal da Geração Distribuída, que garante benefícios estendidos para quem instalar seu sistema solar até o fim de 2022, este é o melhor ano para o segmento de energia solar.

No fim de dezembro do ano passado, a Aldo, líder em soluções para a geração de energia solar no país, atingia a marca de 200 mil geradores vendidos ao longo de cinco anos dedicados ao segmento. Em 2022, a empresa atinge 220 mil sistemas comercializados em apenas 2 meses.

Ainda no mês de janeiro, a Aldo já havia atingido o marco de 210 mil geradores vendidos. Estes novos 10 mil vendidos em menos de 30 dias indicam que o Brasil deu um grande passo rumo à sustentabilidade.

Os 220 mil geradores de energia solar vendidos pela Aldo equivalem a uma potência aproximada de 2,1 GW e mais de 5,6 milhões de painéis solares distribuídos em todo o país. A energia fotovoltaica gerada por essa potência evitou que mais de 2,7 mil toneladas de CO2 fossem lançadas na atmosfera.

A sustentabilidade não fica apenas para os ares. Estudos também revelam que a cada tonelada de emissão de Gás Carbônico (CO2) é necessário o plantio de 7,14 árvores para que o planeta não sofra os danos causados por esta emissão. Portanto, os números da Aldo correspondem a mais de 19 mil árvores recuperadas.

São números para lá de expressivos e que reforçam a liderança e a atuação nacional da Aldo, que conta hoje com 30% de participação no mercado de geração distribuída.

Geração de energia solar em tempo recorde

Conforme os dados divulgados pela ANEEL, o Brasil já possui mais de 821 mil geradores de energia solar instalados e distribuídos entre 836 mil unidades consumidoras. Tudo isso resulta em 9.1 GW de potência instalada.

Ou seja, de 821 mil geradores, 220 mil são vendidos pela Aldo Solar. Na Aldo, um gerador é embarcado a cada 2 minutos. Isso equivale a quase um terço de todos os geradores instalados no país continental que é o Brasil.

Setor de energia solar cresce 100% ao ano

O número de instalações de sistemas solares fotovoltaicos não para de crescer. É um setor que aumenta mais de 200% ao ano e a quantidade de novos projetos instalados e conectados à rede tende a aumentar cada vez mais. Vejamos a evolução desses números, ao longo dos anos:

  • 2012: 6 sistemas solares instalados no país todo;
  • 2016: 6.719 mil novos sistemas instalados;
  • 2017: 13.957 mil novos sistemas instalados;
  • 2018: 35.884 mil novos sistemas instalados;
  • 2019: 123.803 mil novos sistemas instalados;
  • 2020: 222.176 mil novos sistemas instalados.
  • 2021: 400.918 mil novos sistemas instalados.

Hoje, são mais de 821 mil geradores instalados em todo país, correspondentes a 9,1GW de potência distribuídos em 5.451 municípios. O recorde de 220 mil geradores de energia solar vendidos pela Aldo Solar faz parte dessa realidade animadora.

Maiores contratos já assinados pela Aldo com aos grandes players do setor – A Aldo é uma empresa parceira da gigante chinesa Jinko, e o acordo estabelecido pelas empresas é considerado o maior acordo de distribuição para GD já fechado pela Jinko fora da China.

Já com a Growatt, a parceria promete entregar ao mercado brasileiro 2,5 GW em inversores em 2022, sendo considerado pela chinesa o maior mercado das Américas.

Ou seja, em números de vendas, a empresa espera uma soma de mais 100 mil geradores vendidos. Assim, o ano deve fechar com o marco de cerca de 310 mil geradores, e um total de 8 GW.

Nesse sentido, a meta de faturamento também é ousada. A Aldo espera faturar mais R$ 6 bilhões em 2022 com toda a energia positiva das expectativas para o mercado de energia solar.

Otimismo para um Brasil cada vez mais solar

Diante desse crescimento exponencial com tantos fatores que favorecem a energia solar, tem-se o otimismo de que o futuro terá cada vez mais adeptos das energias renováveis. O mundo dá indícios de união para cuidar dos recursos naturais e mirar em uma qualidade de vida cada vez superior, sem renunciar à economia.

Em um setor que está mudando os rumos da matriz energética, há também muitas oportunidades de trabalho. Mais de 347 mil novos empregos são gerados a partir do investimento em energia solar.

Da mesma forma, a energia solar soma mais de R$ 15,6 bilhões em arrecadação de tributos, e mais de R$ 58,2 bilhões em novos investimentos privados. Assim, fica claro o quanto o impacto da energia solar é positivo no desenvolvimento do país.

Enquanto os impactos econômicos e sociais são surpreendentes, os benefícios ambientais são ainda mais impactantes. Estima-se que a energia solar evita mais de 13,6 milhões de toneladas de CO2 na atmosfera.

Passos largos rumo à qualidade de vida sustentável

Para Aldo Pereira Teixeira, presidente e fundador da Aldo Solar, o crescimento da energia solar no Brasil é sinal de que a sociedade pode alcançar um equilíbrio entre a redução de gastos, redução de impactos ao meio ambiente e mais qualidade de vida. O novo marco alcançado é motivo de orgulho, e a motivação para conquistar recordes ainda mais surpreendentes faz parte de todo o time Aldo solar: “Tornar o planeta um lugar melhor é algo que depende de ações concretas, e muitas delas começam em cada lar que se torna mais equilibrado, em cada empresa que adota medidas mais sustentáveis. Cada gerador entregue é um passo em direção a um futuro de harmonia entre os recursos naturais e nosso estilo de vida moderno. Afinal, se o consumo não tende a diminuir, o ideal é que nossas fontes de energia sejam renováveis. Completar números tão expressivos de geradores embarcados é uma prova de que as pessoas também desejam consumir energia mais limpa, e claro, econômica. Nossos parceiros e mais de 13 mil clientes seguem com a gente nessa jornada para um Brasil movido pelo sol”, finaliza Aldo.

Um comentário em “Aldo Solar vende 220 mil geradores de energia solar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.